Literatura | Não-Ficção


O ACERVO DAS COISAS PRESCINDÍVEIS

junho de 2018

Edição: 20


Mudei-me para este apartamento há mais de dois anos, após uma separação. Estava enfim sozinha, morava sozinha, dormia sozinha, fazia refeições sozinha. Nunca havia sido assim. E era bom e ruim.

A ÁGUIA RASPANDO O BICO

março de 2018

Edição: 19


Existem duas crenças adquiridas por minha esposa sobre mim que ao longo dos anos se tornaram verdades inquestionáveis, ainda que sejam mentiras sem qualquer fundamento.

2018 | Revista Barril - ISSN 2526-8872 - Todos os direitos reservados.