EDIÇÃO 18 | janeiro 2018


Sobre o solo “ISTC – Isaura Suélen Tupiniquim Cruz”, de Isaura Tupiniquim

Um corpo que se dissolve em múltiplas direções e, assim, nos dissolve junto, fazendo-nos turvos e desterrados: é assim que vivencio o que reconheço como a política fundamental do espetáculo - desterritorializar-se de um eu-tempo-espaço-definido para, então, habitar multiplicidades de ser.

Crédito da foto não encontrado

RETRÔ

Selfie sobre a primeira morte da Revista Barril de Artes Cênicas

MEDITAÇÕES CENACULARES

Sobre o texto “Matheus Nachtergaele, a sua peça é triste e necessária!”, de Cristina Leifer, no site Cenáculo Núcleo de Estudos Teatrais.

The Temptation of Siegbone
Shawn Dickinson

Reverbera #18

A atriz, performer e dramaturga Lara Duarte reverbera o espetáculo "Feminino Abjeto", de Janaína Leite, apresentado em novembro no Galpão do Grupo XIX, São Paulo.

ENTRE CAVALOS E SUICIDAS

“Um dia esse menino voa”, proclamava minha vó enquanto me via balançar os braços debaixo da mesa. Uma criança pode agitar os braços como quiser, mas eu agitava diferente. Eram…

Rumores da Terra
Wifredo Lam

PARA QUE O CÉU SEJA CÉU

Conversa de vagalumes sobre o espetáculo Para que o céu não caia, da Cia. Lia Rodrigues de Danças

Edições: 20 19 18 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1
2018 | Revista Barril - ISSN 2526-8872 - Todos os direitos reservados.