EDIÇÃO 3 | Maio 2016


FISSURA DE FISSURA

Não tem muito tempo que em uma mesa de bar disse com tom embriagado, e talvez empolado demais, que ninguém no campo artístico, especificamente nas artes cênicas, poderia usar acontecimento sem ao menos ter uma básica noção fenomenológica quanto ao termo – logo eu, um “diletante-simpatizante” da fenomenologia.

Foto de Talitha Andrade

DA NOITE EM QUE FUI ALICE

Tenho esse hábito antiquado de realizar minhas refeições em família. São eventos em regra cotidianos, é claro. No entanto, às vezes não poderiam ser mais extraordinários.

Foto de Izabela Valverde

Tapas Simbólicos

Todos estamos mais ou menos cientes acerca dos estudos sobre a espetacularidade no cotidiano, e de uns meses para cá estamos acompanhando um dos maiores espetáculos nacionais que me lembro…

Reverberação de Alex Simões do espetáculo Looping de Rita Aquino, Leonardo França e Felipe Assis.

Reverberação de Alex Simões do espetáculo Looping de Rita Aquino, Leonardo França e Felipe Assis.

Por que não sou um espetáculo (?)

_ se esse texto fosse um espetáculo, ele se chamaria… e este aglomerado de pessoas seria… ​ e eu faria o papel de … Esta seria a citação que viria…

Obra de Paulo Gaiad, da série Inferno

Artistas de todo o mundo, emancipai-vos

Antes de qualquer coisa, permitam-me: escrever sobre performance não é traí-la. Performance como gênero já é sua própria escritura. Portanto, nada há de anacrônico em teorizar performance.

A REVOLUÇÃO SERÁ LIMPINHA

Uma das melhores coisas das colunas Selfie, Rizoma e Treta é que nelas não sou obrigado a justificar nada. Só teria que dar minha idéia, na lata. Entretanto, inicio com um prelúdio a la Pero Vaz de Caminha.

Foto de Elenize Dezgeniski

Editorial #03

O Brasil entra numa de suas grandes efervescências políticas desde os movimentos da redemocratização ou do impeachment do “caçador de marajás”.

Edições: 20 19 18 17 16 15 14 13 12 11 10 9 8 7 6 5 4 3 2 1
2018 | Revista Barril - ISSN 2526-8872 - Todos os direitos reservados.